27 fevereiro 2006

Curraleiras Leste do "mundo árabe"


Não sei se já repararam na escandalosa similitude de desleixo, feiúra extrema, podridão e ar de Curraleira Leste que a generalidade das cidades árabes exibem. Com excepção de Muscate e Aman, que estimo pelo aprumo britânico que teimam em cultivar, as restantes capitais são um flagrante daquilo que vai naquelas cabeças não-pensantes: um mar de subdesenvolvimento, atraso económico e social, balbúrdia pedindo despotismo e despotismo pedindo terrorismo, carripanas desengonçadas comidas pela ferrugem, miudagem e mais miudagem desocupada, mesquitas tipo-casa-de banho, pavorosos repelentes arquitectónicos que são um insulto às crenças daquela gente, cafés tipo-Costa-da-Caparica, tendinhas, baldios de entulho e gente fardada com ar de salteadores. Caramba, que mundo. A culpa é, obviamente, dos americanos e dos britânicos, das Sete Irmãs e do sionismo. Se calhar também o é da globalização e do "buraco do ozono", do Ninõ e da Ninã !!!!

Sem comentários: